Significado da celebração

Ao consultar os léxicos para apreender o significado de “celebração”, encontramos o ato ou efeito de celebrar, uma realização solene ou homenagem – no sentido de memoração – de acontecimento, data ou pessoa. Mas também louvação pública, enaltecimento. Por metonímia, celebração também significa o ofício religioso ou sacramento. Hoje, 30 de junho de 2011, ainda que sem rituais ou exteriorizações, celebro no recanto mais íntimo da memória, os 90 anos de nascimento de minha mãe, Benedicta Barbosa Nalini. 

Viva como nós fora ela e – sem dúvida – faríamos uma festa. Seus últimos anos de vida, mais a partir dos 70, foram comemorados. Fazia questão de receber as pessoas que amava. E também vetava aquelas das quais não gostava. Nunca foi falsa. Transmitia as suas simpatias e não fazia questão de esconder as antipatias. Devo tudo a ela. Se algo de bom ainda tenho, foi porque segui suas lições. 

O lado mau foi por não tê-la escutado. Incutiu-me o valor da leitura. Continuo um viciado em livros. Ensinou-me a persistir. A saber o valor do sacrifício. A cultivar amizades e a virtude da gratidão. Sua tábua de valores se mostra cada dia mais imprescindível e urgente, no mundo em que se cultuam as superficialidades. Era a minha consciência mais severa. Cobrava-me atitudes. Ainda hoje, quase seis anos depois de sua partida, surpreendo-me a escutá-la. 

O que diria sobre as opções que tenho de tomar? Qual seria seu conselho diante dos desafios que a vida oferece a quem continua vivo? Minhas duas paixões intelectuais e que logrei conciliar com a profissão – ética e natureza – derivam de seu desvelo. Corajosa, enfrentou dificuldades e estimulou marido e filhos a encararem a existência com destemor. Sábia, antenada, enxergava longe e sempre esteve muito adiante de seu tempo. 

Quantas vezes a vida me propiciou encontros com a erudição mais festejada e constatei que ela se encontrava anos luz distanciada da verdadeira sapiência. Aquela que minha mãe encarnou. Não tinha defeitos? Tinha, era humana. Um deles: não conseguia perdoar a quem feria seus filhos. Mas mesmo com estes era justa. Só não os privilegiava com o imenso território de amor que era o seu coração: generoso, aberto, com a vocação genética de acolhimento e abrigo.

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo. E-mail:jrenatonalini@uol.com.br.

About these ads

Uma resposta para “Significado da celebração

  1. Prezado Nalini, foi com grande alegria e pesar que recebi o resultado da 2ª fase do concurso da magistratura. Não faço concursos, mas acompanho a batalha diária de uma grande amiga e excelente profissional, que se dedica já há alguns anos ao sonho da magistratura paulista. É que, apesar da aprovação, ela talvez não fará a prova. Isso porque, a suposta data (dia 28/08) será logo após o seu casamento (27/08) que será realizado em outra cidade, o que a impedirá de estar presente na tão sonhada prova. Peço que considere a possibilidade de alteração da data. Minha amiga vive para isso e me abalou demais a sua tristeza ao se deparar com a suposta data da prova. Desde já agradeço imensamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s