Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Não era primeiro de abril

3 Comentários

José Renato Nalini

O remédio para não ficar louco na insensatez contemporânea passa por amar, criar ou escrever. Na verdade, tudo é uma coisa só. Quem escreve cria e criar é um ato de amor.
As três trilhas foram exploradas por Karina Martinelli, que lança o seu primeiro livro solo: “Não era primeiro de abril – o diário de uma ex-paciente”. Nele descreve as impressões de jovem bem criada, filha de Ivone e João Carlos José Martinelli, neta de Hermenegildo Martinelli que, no próximo ano, completaria um século, ao constatar que tem câncer.
Nada mais cruel do que essa enfermidade acometer pessoa moça. O mero nome já apavora. E saber que há crianças que também dela padecem!

O livro é leve, numa desenvoltura de linguagem que reflete a “boa cabeça” de Karina. Cabeça bem arrumada, como queria Montaigne, para quem é melhor o pensamento ordenado que o excesso de erudição. Sem tragédia, com humor e graça, narra as vicissitudes de quem se vê obrigada a uma infinidade de exames e se submete a tratamentos desgastantes.

Entremeia seus textos de leitura fácil, gostosa e atraente, com poemas, composições em prosa poética, anotações quais diários com o registro fiel de fatos, circunstâncias e sentimentos. Literatura contemporânea, produzida por quem sabe transmitir e domina o vernáculo. Seu DNA de cultura geral está ali exposto. Seu gosto musical, suas diversões, seus amigos. O apoio da família. A confiança na Providência.

Livro que todos aqueles que passam por situação análoga deveriam consultar. Pois é mensagem de esperança. Esperança que ela sempre nutriu e que se extrai de todo o texto, como a passagem que segue: “E aquela palavra fica martelando na cabeça: esperança. Ela nos ajuda a seguir, ela deixa o gosto da diferença. É a esperança que ajuda a acordar daquele pesadelo. É ela que ajuda um pai a sorrir para o filho com fome. É ela que me ajuda a continuar. É ela que traz boas ações. É ela que acalma nosso estômago perante tanta injustiça. É a esperança que nos faz sempre acreditar que a vida pode ser melhor! É a esperança que nos faz desejar a vida melhor. É a esperança que nos cura. Quase que literalmente”.

Bom para nós que Karina Martinelli seja uma ex-paciente!

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo e autor de “Ética Ambiental”, editora Millennium. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

3 pensamentos sobre “Não era primeiro de abril

  1. Caro Nalini,
    Sempre inteligente e utilissimo seus artigos. Desta vez, ainda mais por indicar livro precioso e de grande atualidade, principalmente para Leny, minha esposa, que passa por problema semelhante àquele vivido pela autora. Procurei o livro em duas livrarias (Cultura e Siciliano) e não o encontrei. Gostaria de saber qual a editora, para poder adquiri-lo. Leny manda agradecer desde já. Abraços apertados, com muitas saudades, de todos nós.

  2. Caro Nalini,
    Como sempre, suas ponderações e indicações são magníficas, inteligentes e úteis. Procurei o livro em duas livrarias (Cultura e Siciliano) e não o encontrei, solicitando o vendedor o nome da editora, para que possa encomendar. Será de grande valor e utilidade para Leny, que passa por problema semelhante ao da autora. Forte abraço, com saudade do amigo “ex corde”. Antonio Marson

  3. Dr. Nalini, estou lendo o livro de Karina Martinelli.À primeira vista, um livro depressivo, cujo assunto principal é uma doença, para nós, a pior delas. A capa, preta. Mas que surpresa! A literatura de Karina é leve, despretensiosa, cheia de realidade, sonho, esperança, fé. Conheci Karina no stand da In House, na Bienal, onde também lancei meu livro de poesias. Identifiquei-me de cara. E, procurando por ela na net, não encontrei, mas comentários sobre o livro que escreveu neste blog mais do que ilustre. Parabéns pelos comentários tecidos sobre “Não era primeiro de abril”. Rosana Congílio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s