Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Tyson por baixo?

2 Comentários

 

O documentário ´Tyson´, de James Tobak, é uma lição de vida para todos. Contempla boa parte da vida do campeão Mike Tyson, figura polêmica das últimas décadas do século passado e que neste mostra tendência de desaparecer. Tyson nunca soube administrar suas emoções.

Convertido em “arma de guerra”, via os adversários no ringue como objetos a serem destruídos. Muita gente deixou de assistir às suas lutas por causa do sangue derramado. O esporte é violento, mas tudo tem limites. Nem os aficcionados conseguiram suportar os excessos do lutador raivoso. Chegou a morder a orelha de Hollyfield e só pediu desculpas porque se viu forçado a fazê-lo por sua assessoria.

Mas quem assistiu à sua pífia performance logo concluiu que não se arrependera. Era uma formalidade hipócrita, que recrudesceu o tom e a intensidade das críticas geradas pela insólita reação. Pois bem. Sua relação com as mulheres não poderia deixar de ser também tumultuada. Usava-as como outros objetos e para saciar instintos diversos. Acusado de estupro, retrucou chamando a vítima de “porca ordinária” ou coisa semelhante.

Só que nos Estados Unidos não existe este costume brasileiro de “lei que pega e lei que não pega”. Ali, poderoso vai para a cadeia. E Mike Tyson passou 3 anos a descontar seu delito de estupro. Relata essa experiência como uma das piores de sua existência. Na prisão só existe ódio, só ecoa ódio, só se respira ódio. Saiu de lá diferente. Mais pobre. Como viciado, jogou fora 400 milhões de dólares! Imagine-se o que isso significa!

Aprendeu a se dominar. Com a atual mulher, Kiki, tem uma filha de 9 meses e admite que é a primeira vez que consegue ser monogâmico. Começou de novo. Diz que seu único objetivo é “ser uma pessoa melhor”. Intuito que todos deveríamos cultivar, ainda que não sejamos Mike Tyson, o campeão, o ´Senhor Las Vegas´, um dos muitos ídolos que o consumismo americano cria, torna famoso, venerado e depois destrói, implacavelmente.

Será que essa história não serve de inspiração para muita gente se conhecer melhor e se tornar alguém mais humano? Afinal, o projeto de vida de qualquer criatura é deixar de ser algo para ser, efetivamente, alguém!

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo e autor de “Ética Ambiental”, editora Millennium. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

2 pensamentos sobre “Tyson por baixo?

  1. Dr. Renato :
    Quando lia este artigo lembrei de Fernando Pessoa: ” Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os nossos caminhos que levam sempre aos mesmos lugares.É o tempo da travessia e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos.”
    Acredito que sempre precisamos valorizar e conservar as boas qualidades e mudar aquilo que precisa ser mudado. Isso é vida!

  2. Dr. Renato :
    Quando lia este artigo lembrei de Fernando Pessoa: ” Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os nossos caminhos que levam sempre aos mesmos lugares.É o tempo da travessia e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos.”
    Acredito que sempre precisamos valorizar e conservar as boas qualidades e mudar aquilo que precisa ser mudado. Isso é vida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s