Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

O otimista do altruísmo

Deixe um comentário

O lema de seu ex libris já refletia o otimismo com que encarava a vida: tudo faço com alegria. Ousado, não hesitava em alterar o rumo de sua aventura terrena. De revisor a jornalista, de jornalista a advogado, de advogado a empresário. Cultor do belo, estimulou as boas causas. Manifestou-se em relação a temas polêmicos. Não se escondia atrás de frases feitas. Tudo isso e muito mais era JOSÉ MINDLIN, que o Brasil viu adentrar na glória da eternidade a 28.2.2010.

Desde 1999 integrou a Academia Paulista de Letras. Aqui, foi acadêmico assíduo, entusiasta, colaborador e criativo. Quando foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, em 2006, não deixou de prestigiar seus confrades bandeirantes. Dividia-se entre as duas confrarias, a ambas atendendo em seus deveres acadêmicos.

Nunca deixou de votar nas eleições para prover as vagas abertas com a partida de confrades e confreiras, alguns dos quais seus fraternos amigos de longas décadas. Assim foi, por exemplo, quando lamentou a morte de MIGUEL REALE e de ESTHER DE FIGUEIREDO FERRAZ, sua mais próxima confreira. Partilhavam do núcleo comum derivado da mesma geração, de idênticos ideais, de similar participação na vida cultural brasileira e até se sentavam em cadeiras contíguas na sala de sessões da Academia.

A singeleza de seus gestos, a discreta presença, bem-humorada sempre, a palavra gentil para com todos os presentes, poderia destoar de quem esperasse uma postura compatível com sua fama. Figura legendária no Brasil contemporâneo, modelo de empresário socialmente responsável, corajoso ao evidenciar sua irresignação ante abusos do autoritarismo, seria compreensível viesse a ostentar laivos de legítima auto-estima. Ao contrário, era um homem bom. Profunda e essencialmente bom.

Essa bondade, compartilhou-a com os coetâneos e com a posteridade. Gesto singular numa sociedade impregnada de egoísta materialismo, JOSÉ MINDLIN garimpou durante mais de oitenta anos preciosidades contidas em livros e quis que esse tesouro fosse preservado para o aperfeiçoamento intelectual dos brasileiros de hoje e do porvir. Mesmo antes de ingressar nas duas principais Academias de Letras do Brasil – a Brasileira e a Paulista – JOSÉ MINDLIN já se tornara credor da perene gratidão de quantos querem uma humanidade mais humana.

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo e autor de “Ética Ambiental”, editora Millennium. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s