Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Camarins solidários

1 comentário

Um dos filmes esperados para estreia neste dezembro nos Estados Unidos é “Cisne Negro”. Estrelado por Nicole Portman. Ela emagreceu nove quilos para interpretar uma bailarina. Embora dispusesse de dublê para os passos mais difíceis, ela não pode se furtar a acrobacias perigosas. Numa delas sofreu um encavalamento de vértebra. Algo doloroso e de difícil recuperação. Sentiu o golpe agudo e pediu um médico. Foi-lhe respondido que, por estreiteza de orçamento, não havia serviço médico disponível. Ela reclamou: é mais necessário um médico do que um trailer exclusivo para ela.

No dia seguinte, não tinha mais trailer. Mesmo assim, prosseguiu a atuar. O filme é excelente. Mostra o ambiente de hostilidade entre os bailarinos. Quem assiste à harmônica apresentação do grupo aparentemente coeso, não sabe o que se passa nas coxias. Tanto que a cena mais inverossímil não é a dos arriscados passos do balé. É aquela em que, após se sentir mal, as colegas acorrem a ampará-la, solícitas e solidárias. E assim também acontece em outras áreas.

Por que pessoas diferenciadas, escolarizadas e até mesmo eruditas, não coroam o conhecimento com virtudes quais a humildade, a polidez e a candura? É incrível como espaços privilegiados, nos quais se cultiva o intelecto, a cultura, a filosofia, as letras, são também arenas onde se digladiam áreas sombrias do caráter e do temperamento. Estranho e paradoxal que a humanidade, conjunto dos seres racionais, se porte – tanta vez – com tamanha irracionalidade. Em lugar do interesse coletivo e dos objetivos contidos nos estatutos, prevalece o melindre, a inflação do ego, a vaidade e a mesquinharia.

Quantas portas não são fechadas, projetos truncados, orgulhos feridos, por preponderância de fatores pessoais em lugar de critérios objetivos. No bailado da vida real, na dança da vida, é preciso estar atento. Sempre se encontrará aquele que, além de torcer pela derrota alheia, contribui para que ela se concretize. Acrescenta aflição à carga do aflito. Elabora uma justificativa para a sua crueldade tão convincente, que acaba por restar pessoalmente convencido de agir corretamente. Quem não acorda para isso, ficará perplexo ante resultados inesperados e inexplicáveis.

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo e autor de “Ética Ambiental”, editora Millennium. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Um pensamento sobre “Camarins solidários

  1. errata: a atriz é a Nathalie Portman!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s