Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Código de Cidadania

2 Comentários

Não canso de reafirmar que ética é a única matéria-prima de que o Brasil se ressente. Tivéssemos ética e teríamos o encaminhamento da maior parte das mazelas nacionais. Ética repudia a corrupção e esta epidemia que corrói as entranhas da Pátria está em todos os escalões.

Ética faria levar a sério a educação. Que não se confunde com escolarização, método de transmitir ao ser educando uma porção de informações das quais ele não se servirá para se tornar alguém feliz, de bem com a vida e capaz de ser pessoa útil para a sociedade.  Ética salvaria o meio ambiente, devastado, dilapidado e vilipendiado por uma sociedade consumista,  egoísta e narcisista.

Ética reduziria a violência, a competitividade sem freios e a incontrolável busca pelo dinheiro, pelo poder, pelo prestígio e outras tentações que fazem com que o ser humano se esqueça do essencial, para priorizar o acidental.

Mas ética, dizem muitos, não se ensina. Ou o indivíduo nasce com aquela bússola natural que a orienta a fazer o bem, ou serão debaldes os esforços para tentar imbuir alguém desprovido de freios morais de que é urgente converter-se para o lado saudável de uma sociedade em crise.

Conversando sobre isso com alunos da FAAP, um deles sugeriu que a sociedade se ocupasse da redação de um “Código de Ética da Cidadania”. Assim como deveres como o de se abster do fumo, vício nefasto e causador de câncer e de morte, foram assimilados pela sociedade mediante a edição de uma lei de proibição, talvez deveres de cordialidade, de educação de berço – hoje tão esquecida – e de condutas triviais para o convívio saudável viessem a ser observados se constantes de um Código.

Talvez se mostre inviável a edição de uma normatividade ética, a ser imposta a todos os que convivem. Mas a mera ideia de sua produção é um sinal alentador. Evidencia que a juventude não está inteiramente comprometida e envolvida nos interesses menores de uma era em que predomina o deboche, o acinte, o desprezo ao que vale a pena, para cultivo do nefasto. Quem se arrisca a fazer uma minuta de um futuro Código de Ética da Cidadania Brasileira?

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo e autor de “Ética Ambiental”, editora Millennium. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

2 pensamentos sobre “Código de Cidadania

  1. Quando o vejo falar em ética me pergunto como e quando tais conceitos entraram na minha educação. Será que foram os sermões do meu pai? Foi quando minha professora me pegou colando? Quando escondi da minha mãe os destroços de sua baixela preferida? Ou será que foi quando eu começei a sofrer com a mentira e ausencia de caráter dos outros?
    A unica dor que conseguimos suportar é a dor alheia. O que vejo é que a tal ética só se torna viável quando a dor lateja em nossa alma, de onde explode o grito do injustiçado. Cessada a dor, o que acontece a minha volta não importa até o momento em que se é ferido novamente.
    Só se sabe o que é singular quando há plural. Assim, entendo que nascemos no coletivo para sermos indivíduos. Mas só alçamos a esta categoria quando tomamos a consciencia do que é o coletivo e do porquê estamos nele. Do contrário estaremos condenados a algesia eterna provocada pela nossa própria insignificancia.

  2. Olá gostei da pegada era do Deboche isto enraizou de uma forma que me deixou doente não estou conseguindo trabalhar estpou doente com essas atitudes no meio que vivo . Um abraço do Roberto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s