Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Docência etérea

Deixe um comentário

Três notáveis educadores encerraram estes dias sua missão terrena. Todos eles amados por seus alunos, respeitados pela comunidade, erigidos à condição de paradigmas.

Falo de Anna Maria Figueiredo, Diva Teixeira Coelho Saraiva e Vicente Genovez. 
Além da comoção na comunidade, cada qual desempenhou um papel muito importante em minha vida. Anna Maria, conheci-a no antigo GEVA, quando cismei de cursar o Clássico após terminar o Científico no Divino Salvador. Levado mais por vontade de ficar próximo à minha primeira paixão. Adolescência rima com inconsequência. 
Era admirável como erudição, liderança, competência pedagógica. Exerceu notável influência sobre gerações. Diva Saraiva foi um exemplo de educadora. Ensinou e empreendeu. Sua vida já constitui lição permanente. 

A denominação que atribuiu ao estabelecimento de formação que criou já é um atestado de sua coerência: “Divina Providência”. Honrou-me com generosa amizade. Ainda há pouco, prestigiou-me quando do lançamento de um de meus livros.

Vicente Genovez foi um instrumento que a a Providência colocou em meus caminhos. Era 1972 e num domingo eu estava na festa de inauguração da Escola Parque “Luiz Bárbaro”, pois integrava a Administração Walmor Barbosa Martins. Vicente me questionou: – “O seu concurso para ingresso no Ministério Público é hoje e você ainda está aqui?”.

Na verdade, eu não iria prestar. Não havia estudado o suficiente. Mas estimulado por ele, corri para São Paulo e logrei aprovação na primeira fase. E isso mudou minha vida. Tornei-me Promotor de Justiça, fui para Votuporanga, depois para Itu, São Paulo, Ubatuba. Prestei novo concurso e me tornei juiz. Fui para Barretos, Monte Azul Paulista, Itu, Jundiaí e São Paulo. Vicente Genovez talvez nunca tenha avaliado o quão importante foi para definir meus rumos.

Rendo minhas humildes homenagens a três primícias do gênero humano, cuja partida tornou nossa cidade mais triste e empobrecida. Quando o céu leva três educadores dessa estatura, é porque também o etéreo está com problemas na docência. Não são exclusivos deste Vale de Lágrimas.

 

José Renato Nalini é Desembargador da Câmara Especial do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo. E-mail:jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s