Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

João de Escantimburgo

2 Comentários

Morreu o jornalista, ensaísta, intelectual e professor João de Scantimburgo. Quase completou 98 anos: nasceu em 15.10.1915 e faleceu em 22.3.2013. Integrava a Academia Paulista de Letras desde 1977 e a Academia Brasileira de Letras desde 1991. Foi diretor dos Diários Associados, fundou a TV Excelsior, escreveu muitas obras. Era um erudito. Mas não é esse o aspecto que me anima a registrar sua passagem pela Terra.

Conheci-o na década de setenta, quando frequentava a Fazenda Campo Verde. Essa experiência insólita e irrepetível levada a efeito em Jundiaí por Dulce e Victor Geraldo Simonsen era o refúgio da intelectualidade e da família artística do Brasil e do exterior, num convívio mágico. Os felizardos partícipes dessas temporadas comiam muito bem, bebiam melhor ainda e prodigalizavam conversações que eram verdadeira pós-graduação.

João era assíduo convidado, com sua segunda mulher, a Condessa Polonesa Maria Josefina Tekla Edwige Isabella Lubowiecka, falecida em 2003. Pontificava nos relatos de História, de Literatura, de Política, de Filosofia. Frequentava também um outro círculo privilegiado: a “Pensão Humaitá”, de Ian de Almeida Prado, que inspirou Mariazinha Congilio a criar a sua “Pensão Jundiaí”. Aliás, João escreveu um livro sobre a Pensão Humaitá e cobrei dele um livro sobre a Fazenda Campo Verde, que não chegou a produzir.

De jovem aprendiz, a Providência me converteu em confrade de João de Scantimburgo, eleito que fui para a Academia Paulista de Letras, com voto dele, em 2003. Ali conversamos muito. Quando se recolheu ao leito, mas continuava lúcido, fui muita vez buscar seu voto para as eleições que as partidas nos obrigam a recolher. Pedi a ele o voto para Eros Grau, candidato à Academia Brasileira de Letras. Expliquei quem eram os concorrentes. Aquiesceu em honrar o Ministro do STF com sua escolha, quando soube quem era um dos demais concorrentes. Animadamente, respondeu: “Esse não!”.  Rimos muito em seguida. Não sabíamos que era uma das últimas gargalhadas do grande João de Scantimburgo.
 
JOSÉ RENATO NALINI é Corregedor Geral da Justiça do Estado de São Paulo, biênio 2012/2013. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.
Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

2 pensamentos sobre “João de Escantimburgo

  1. João de Escatimburgo foi figura importante na minha formação, pois usamos sua obra “Ilusões e desilusões do desenvolvimento”, em estudos de Problemas Brasileiros na Faculdade de Direito. Desde então fui seu admirador. Obrigado pela lembrança em seu blog. Sou seu admirador também.
    Geraldo G. Clemente – Adv.

  2. João de Escantimburgo foi figura importante na minha formação, pois usamos sua obra “Ilusões e desilusões do desenvolvimento” nos estudos de Problemas Brasileiros na Faculdade de Direito. Desde então fui seu admirador. Obrigado pela homenagem em seu blog. Sou seu admirador também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s