Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Que venha 2014!

9 Comentários

Termina 2013, ano do qual muitos terão saudades, outros nem tanto. Foi um ano que trouxe um novo papa, o jesuíta Francisco afinado com os reclamos por uma Igreja menos rococó e mais próxima do povo.

Povo que saiu às ruas, a pretexto de impugnar o aumento de 20 centavos na tarifa de ônibus, mas que extravasou o inconformismo com a situação brasileira de descalabro na vida pública. No capítulo das perdas, 2013 levou Nelson Mandela, cujas homenagens fúnebres foram verdadeiro happening, com Obama fazendo “selfies” com a primeira ministra, para desconforto de Michele.

Também enterramos Hugo Chávez, que legou o chavismo em todas as esferas, Margaret Thatcher, a “Dama de Ferro”, Peter O’Toole, Norma Bengell, Nagisa Oshima, Jorge Dória, Cláudio Cavalcanti e o grande Walmor Chagas, que praticou suicídio aos 82 anos. Morreram ainda Esther Williams, James Gandolfini, Lou Reed, Paulo Vanzolini, Van Cliburn, Sarita Montiel, com quem estive quando ela visitou São Paulo, o músico Chorão, Dominguinhos e Emílio Santiago.

Na literatura perdemos Doris Lessing, Nobel de 2007, Seamus Heaney, Nobel de Literatura de 1995, Chinua Achebe, Elmore Leonard, Tom Clancy, a queridíssima Tatiana Belinky, minha confreira na Academia Paulista de Letras, que já foi sucedida por José Goldemberg. Mais André Schiffrin, Saulo Ramos e Fernando Lyra, Luiz Gushiken e Jacob Gorender, Francesc Petit e Luiz Paulo Horta, Telmo Martino, John Casablancas, Clô Orozco e, no time dos esportes, Djalma Santos, De Sordi, Nilton Santos e o glorioso goleiro Gylmar.

No capítulo afetividade, lamento a partida de Ricardo Feres Abumrad, o “Rica”, meu amigo desde criança, Helô Basile, o grande presidente do Tribunal de Justiça Aniceto Lopes Aliende, a quem assessorei entre 1990 e 1991. Exatamente no dia em que fui eleito presidente do TJ, ele faleceu. Não sem antes sua filha Natália dar-lhe a notícia: “O Nalini foi eleito!”. E ele: “Eu sabia!”.

2014 será um ano de desafios. Ano da Copa, ano de eleições. Passará depressa. E eu terei muitas responsabilidades pela frente. Deus nos ajude a enfrentá-las com coragem e, se Ele quiser, a vencê-las. Feliz 2014 para todos!

* JOSÉ RENATO NALINI é atual Corregedor Geral e presidente eleito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br. Visite o blog no endereçohttps://renatonalini.wordpress.com e dê sua opinião sobre seus artigos.

Imagem

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

9 pensamentos sobre “Que venha 2014!

  1. Feliz ano novo Excelência e muitas bençãos de Deus ao senhor e toda a sua família.

  2. Que Deus continue a lhe iluminar. Fico feliz por poder compartilhar da sua lucides. Feliz 2014!

  3. Retribuindo os votos de para 2014, confesso minha certeza do sucesso que V.Excia. terá no enfrentamento das enormes responsabilidades. Deus não falta aos que são justos e competentes. Feliz 2014

  4. Brilhante retrospectiva!

  5. Parabéns Desembargador, gosto da maneira como enfrenta o grande mister da magistratura, enriquecendo nosso Tribunal de Justiça de São Paulo, agora mais ainda, na qualidade de presidente eleito. Certamente, 2014 será um ano de de grandes concretizações dos anseios da Justiça.
    Nossos sinceros cumprimentos!

    “Invocamos a Providência Divina para nos inspirar e acompanhar neste trajeto que ora se inicia sob Seus superiores auspícios” (José Renato Nalini)

  6. Que neste ano de 2014 o assédio moral seja combatido com todas as forças e que todos os assediados consigam se livrar desse triste e horrível procedimento para lucrar em cima dos outros. Que neste ano de 2014 eu tenha força e coragem para lutar contra essa prática nefasta dentro do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, é o mínimo a se fazer.
    Que Deus, em sua infinita Glória, proteja a todos nós. O Senhor é meu Pastor e nada me faltará. Amém.

  7. Ilustre Desembargador:
    Acompanho seus artigos e considero sua posse na Presidência do TJSP o início de uma etapa de oxigenação do Judiciário paulista.
    Esse novo tempo, acredito, passa obrigatoriamente pela urgente unificação da jurisprudência no julgamento de casos semelhantes. Como exemplos destaco as centenas de processos em tramitação nesta Corte contra as arbitrariedades cometidas nos concursos públicos da Polícia Militar. Embora o Supremo Tribunal Federal já tenha pacificado o entendimento de que qualquer exigência para ingresso no funcionalismo estatal fora das determinações do artigo 37, I e II, da Carta Magna, depende de previsão legal específica, a PM de São Paulo ignora reiteradamente o preceito constitucional. Altura mínima, idade máxima, testes de esforço físico, proibição de tatuagens e avaliação psicológica sem nenhuma lei que normatize fazem parte do elenco das irregularidades.
    Diante disso, muitos certamistas recorrem ao Judiciário, que julga procedente a imensa maioria dos mandados de segurança e ações ordinárias. Infelizmente, porém, alguns poucos integrantes do TJSP destoam desse coro e aceitam como ato discricionário do Estado o evidente desrespeito ao que estabelece a Constituição da República.
    Sugiro-lhe, portanto, que avalie a possibilidade de, em nome da economicidade processual e em homenagem ao Direito, unificar-se a jurisprudência entre as várias Câmaras de Direito Público.
    Obrigado pela atenção e que Deus o ilumine.

    José Rosa Garcia – jornalista.

  8. Que bom saber de seus pensamentos sobre os que saem do sistema penitenciario. Tenho um filho preso e muitas dores !Melhor ainda quando sei que também é presidente do TJ, de onde há quase 30 anos sai o meu sustento ! Sorte gande !

  9. Caro amigo, desejo-lhe sucesso em sua nova e importante atribuição. Conheço sua capacidade, seu empenho e acredito que suas relevantes propostas, algumas já de conhecimento público, terão acolhida e muito contribuirão, seja para o bem da Justiça como também para o que mais se faz necessário à população, como a mobilidade urbana e meio ambiente.
    Envio-lhe meus parabéns e votos de bom trabalho, na certeza de que em seus dias contará, além da colaboração estreita e eficaz de seus colegas e funcionários, com muitas bênçãos de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s