Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Vida cronometrada

4 Comentários

Quando vemos crianças brincando desenvoltas com seus “tablets”, acionando computadores pessoais, utilizando-se de smartphones e descobrindo funcionalidades que sequer imaginamos, não há como não se convencer de que o mundo é outro. 

Somos senhores ou servidores da tecnologia? Depende. Como várias outras coisas na vida, nos servimos delas ou estamos a seu serviço. Assim é com o dinheiro, com o poder, com a fama, com a amizade, com o sexo, com a diversão. Somos usuários ou dependentes. E isso depende apenas de nós mesmos. 

Todo fanatismo pode tornar-se perigoso. Numa fase em que o exercício físico tornou-se verdadeira mania, há quem exagere. Tive a oportunidade de mudar um discurso de paraninfo para alunos da FAAP que me escolheram há alguns anos, falando sobre as “alminhas saradas”, de quem parecia se preocupar mais com os “corpinhos sarados”.

 

Agora vejo que o escritor americano A.J.Jacobs, de 45 anos, depois de quase morrer por causa de uma pneumonia, resolveu tornar-se o “homem mais saudável do mundo”. Para isso, adotou uma série de “wearables”, aqueles instrumentos vestíveis que nos ajudam a controlar o tempo e outras coisas mais. 

Iniciou com o pedômetro, que conta os passos. Há um livro dizendo que 10 mil passos diários garantem vida longa, ainda que não se faça qualquer outro exercício. A pulseria Fitbit registra toda atividade física rotineira, seja lavar louça, seja uma corrida. O Zeo Sleep Manager é uma faixa presa à cabeça que coleta ondas cerebrais para registrar a duração e qualidade do sono. 

O MyFitnessPal mede as calorias consumidas no dia. Essa obsessão com a saúde virou um livro “Drop Dead Healthy” (Morto de Saúde), publicado nos Estados Unidos em 2012. 

Jacobs descobriu que passar aspirador de pó em sua casa por uma hora queima 246 calorias. Cozinhar a massa de um pão em um forno a lenha representa gasto de 211 calorias. Tudo cronometrado, ele emagreceu 7 quilos, controlou seu colesterol e ficou com uma saúde de ferro. 

Só que estava se tornando paranoico. O fanatismo o levou a se afastar da família, em nome do controle absoluto. Cuidar da saúde é bom. Mas da saúde integral: física e mental. Nada em excesso, já diziam os gregos. 

* JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br. Visite o blog no endereço https://renatonalini.wordpress.com e dê sua opinião sobre seus artigos.

Imagem

 

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

4 pensamentos sobre “Vida cronometrada

  1. Obrigada Dr. Nalini.. com breve e lucida escrita,levou-me a reconhecer q. caminho erroneo tenho trilhado. A busca neurótica pela saúde e beleza física tem me levado à exaustão…sem me dar conta do prejuízo a minha
    psique.
    Parabéns por culto texto.
    Autorizo publicação de meu depoimento, pois valeu mais q.minha sessão de terapia. Abcs Dr. José Renato Nalini

  2. Parabéns, belíssimo texto… tentarei lembrar sempre dessas indagações: Somos senhores ou servidores da tecnologia?, servimos delas ou estamos a seu serviço?. Somos usuários ou dependentes?. A resposta nos traz lucidez e equilíbrio!!!

  3. É… Esse mundo com valores e responsabilidades diferentes do que fomos criados. Cada um no seu tempo. Até porque eu já fui absorvida por essa bola de neve faz tempo. Eu só me preocupo mesmo é com o destino de nossas crianças que já começam tão aceleradas nessa tecnologia que nos engole. Abs

  4. Republicou isso em Pesquisas de Químicae comentado:
    Vivemos no reflexo condicionado da pressa.
    Olhamos o relógio a cada minuto e temos 500 coisas quase todas ao mesmo tempo para fazer.
    Até quando e quanto isso, e para onde isso vai?
    Como controlar a fome tecnológica e dar tempo para os acontecimentos poderem acontecer e absorvermos os fatos e aprendizados nesse mundo atribulado e conectado de hoje?
    Leia um pouco mais da reflexão do Dr Nalini, simplesmente o desembargador que preside atualmente do TJSP.
    Confira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s