Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Estou sem para-raios

4 Comentários

Foi chamada à eternidade em 20 de junho de 2014, a carmelita descalça Irmã Maria Elisabeth da Santíssima Trindade, da Ordem das Carmelitas Descalças. Ela permaneceu 63 anos em clausura, primeiro no Carmelo São José, em Jundiaí e, há muitas décadas, no Carmelo Nossa Senhora da Esperança, em São João da Boa Vista.

Ali, foi uma alavanca para o mosteiro. Na homilia da missa de corpo presente, o oficiante principal disse que ela era uma mulher forte. Sem meias palavras. Enérgica. Decidida. Corajosa. Sabia o que queria. Tanto que aos dezoito anos, resolveu ingressar no Carmelo. Só avisou a irmã, Suely, com quem compartilhava o quarto, na véspera de seu ingresso.

A mãe já sabia, tanto que preparava seu enxoval em segredo. Lembro-me de sua entrada. Vestida de noiva, deitou-se sobre uma cruz formada de lírios brancos e logo após teve os cabelos cortados, voltou já de hábito de noviça. E passou a ser o para-raios da família. Essa expressão foi do nosso saudoso pároco Monsenhor Doutor Arthur Ricci, Vigário da então Matriz Nossa Senhora do Desterro e que acompanhou a vida de milhares de famílias jundiaienses.

Expressão que é muito comum nas cidades que têm o privilégio de contar com um Carmelo. Casa de oração, que atrai bênçãos e afasta desgraças. Minha família teve o privilégio de contar com essa especial proteção da Providência. Primeiro meu tio, Monsenhor Venerando Nalini, sacerdote de raras virtudes, confessor do Cardeal D.Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta.

Depois minha tia, Benevenuta Nalini, Sóror Maria da Santíssima Providência, sacramentina que faleceu jovem, depois de ter passado anos ajoelhada em adoração à Eucaristia. Por último a minha querida prima Susana Nalini Genaro, nome no século de Madre Maria Elisabeth da Santíssima Trindade, que hoje repousa na capela funerária do Carmelo Nossa Senhora da Esperança.

Estava preparada para continuar no céu. Já antecipa a glória quem se oferece em holocausto para orar no mundo materialista em que vivemos. As pessoas que choraram em sua despedida eram testemunhas de seu desvelo, carinho, atenção e generosidade quando procurada para ouvir as angústias das almas atormentadas que encontram lenitivo no silêncio do Carmelo.

Que agora receba a sua paga por uma opção que sempre renovou e de cujo acerto estava convicta. Supra no céu a falta que nos fará, querida Irmã Maria Elisabeth da Santíssima Trindade, O.C.D.

JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

 

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

4 pensamentos sobre “Estou sem para-raios

  1. Como dizermos sentir a passagem para a vida maior, de tão boa alma? Seria egoísmo reter um anjo na Terra, quando seu lugar é no céu. Que Jesus a tenha recebido e de lá, olhe por nós. Grande abraço, caro Professor!

  2. Irmã Elizabeth, mulher forte e carinhosa. Sempre em oração pelos necessitados. O Céu está feliz em recebê-la….. Repousou……. Me lembro de quando era mais nova e ia ao Carmelo com minha mãe…….aquele jardim lindo,cheio de pássaros cantando…….nunca irei esquecê-la. Gratidão não tem tempo, nem preço! Te amo eternamente Irmã….

  3. Caro blogueiro, ouso discordar do título de hoje: para-raios na terra, para-raios no céu e para sempre! Para nós, crentes em Deus, morrer é apenas a passagem para a vida eterna lá, de onde Ir. Maria Elizabeth continua sua missão de felicidade para nós que aqui esperamos a porta se abrir.
    Deus seja louvado!

  4. Que honra ter presente alguns para-raios na família!

    Saiba que não está sem o seus para-raios. Continua com eles e hoje, atuam de forma ainda mais eficazes!

    Se o para-raio tem de ser colocado em um lugar bem alto e ligado a terra; vc continua com os seus. Hoje estão o mais altos do que poderiam estarem, e continuam em sintonia com a Terra lhe protegendo quando possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s