Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Servirá de alerta?

3 Comentários

A corrupção endêmica no Brasil parece enfrentar um revés. Não é apenas a delação premiada, dando à luz episódios que não constituem surpresa, salvo pela dimensão do rombo. É a reação da cidadania, que encontrou um foco para a sua indignação.

Se as manifestações de 2013 foram difusas e pulverizadas, as recentes encontram convergência: o povo disse “Basta!”. Não há como conviver com o cambalacho, a maracutaia, a propina, o deboche, o acinte e a vergonha.

O Brasil poderia enfrentar todas as crises, mercê de um conjunto de circunstâncias favoráveis. Imensidão territorial de exuberante riqueza. Natureza pródiga. Recursos gratuitamente fornecidos a uma população que, educada, encontraria fórmulas de subsistência digna sem depender de um “Estado-babá” chamado a atender a todas as carências.

A irresponsabilidade e o despreparo conseguiram poluir as águas, o solo, a atmosfera e as mentes. Exercer a esperteza, querer levar vantagem, corromper, passou a ser algo ínsito ao “jeitinho” brasileiro. Mas o ponto de saturação chegou. A última gota extravasou. Já não há paciência para tolerar abusos. Chegou-se ao limite da tolerância.

A Justiça precisa ser serena, mas não está liberada de fornecer respostas oportunas. Seus ritos nem sempre – ou melhor, quase nunca – se compatibilizam com a urgência comunitária. Mas o processo foi deflagrado.

O importante agora é que a cidadania não esmoreça na sua indignação. E que não admita a continuidade de práticas imorais, tão entranhadas na vida pública. Não são apenas “tubarões” os que se aproveitaram de suas privilegiadas posições.

“Morder” o fornecedor, o empreiteiro, o empreendedor, o incorporador, é um esporte a que se dedicam também amadores. Os “peixes menores” parece não terem aprendido a lição. Tem-se notícia de que se aproximam de detentores de cargos e funções para exercer o seu deletério profissionalismo: exigir comissões em obras e serviços.

Não se permita que isso continue. A iniciativa privada tem condições de resgatar a confiança na economia, se dispensada de alimentar a cobiça de parasitas. Tolerância zero para estes. Não se avalia a imoralidade pelo valor da propina. O princípio da insignificância não pode ser invocado quando se cuida de restaurar a ética na vida pública desta sofrida Nação. Que os protestos sirvam ao menos de alerta para a arraia miúda, ainda desenvolta em suas nefastas praxes.

JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

3 pensamentos sobre “Servirá de alerta?

  1. É preciso que corruptos e corruptores sejam exemplarmente punidos, pois não existem santos nas negociações. Mas como, se os que fazem as leis, estão envolvidos nas falcatruas, deixando sempre brechas, para os bons Advogados usarem. O próprio judiciário muitas vezes não segue orientações de corte superior, STF e STJ, como nas ações dos FALSOS CONDOMÍNIOS. Mas quem conhece seus direitos e não luta por eles, perde a dignidade e dignidade não tem preço.

  2. Ilustre Professor.

    O assunto corrupção não vai mais sair do noticiário, os Brasileiros de todas as classes sociais despertaram e estão sentindo que o volume de dinheiro roubado numa única estatal por um período tão curto e com o consentimento e participação de Autoridades é muito maior do que está sendo apurado até agora.

    O número de casos somados só na Petrobras é maior que o PIP de algumas Nações.
    Tudo que foi veiculado em matéria de publicidade sobre o petróleo no Brasil (pelo governo) nos faz crer que foram mentiras de marqueteiros muito bem pagos e que também participaram do Mensalão e do Petrolão e que espalhavam a bonança para esconder as verdades, pois já estavam sangrando a Petrobras e abastecendo Partidos, Empresas e Pessoas desonestas a muitos anos., como já havia dito o falecido Paulo Francis e que foi processado por ter dito esta verdade agora comprovada.

    Nunca superamos a produção no sentido da autossuficiência, ,pois nunca deixamos de importar combustíveis!
    Nunca pudemos ter uma frota de veículos leves a Diesel como na Argentina e no Chile, pela incompetência governamental controlada e remunerada pelos congressistas e grandes Empresas e Lobistas.

    O mundo está mudando a matriz energética e em mais 15 anos as economias Europeias reduzirão a dependência de combustíveis derivados do petróleo em 40%!!

    Se nosso modelo econômico, nosso regulamento político e nossas autoridades não tivessem permitido essas atrocidades no caixa da Petrobras, nós estaríamos sendo beneficiados com a crise mundial do petróleo pois os preços estão em níveis que permitiriam crescimento econômico duradouro e certamente os preços internos estariam menos voláteis e sem sustentação artificial e política.

    O mundo redireciona sua economia, modifica e amplia suas matrizes energéticas, e o Brasil vai buscar petróleo nos confins da terra! Agora sabemos os porquês.

    Ingerências políticas nefastas nas Estatais para a perpetuação do poder de autoridades e Governos pode estar com os dias contados e só depende de nossa reação e atitude.

    Toda a vez que utilizarmos nosso veículo para o abastecimento por exemplo, deveríamos refletir e lembrar que ali tem corrupção, aquele combustível está contaminado, embora produzido por árduos e competentes trabalhadores, lá nos primeiros escalões estão os ladrões que ficaram com uma parcela infinitamente maior do que a de todos os trabalhadores da cadeia produtiva.

    Como o empresariado, os empreendedores devem se sentir quando recolhem os tributos sobre o faturamento?
    Como o trabalhador em geral, o aposentado deve se sentir quando vai ao supermercado às compras?
    Como o cidadão comum deve se sentir no seu dia a dia diante da magnitude destes fatos?
    A saúde, a educação a economia está sendo violentada destruída…. a soma daqueles bilhões que foram roubados e se envolver as outras estatais passará de trilhões!! E nós certamente estaríamos vivendo melhor sem esta tragédia!

    Tudo pode ser resumido em poucas palavras: A absoluta certeza da impunidade e na pior das possibilidades o brando castigo.

    Verdade seja dita e observada, algumas pessoas estão presas, outras ainda serão… e mais adiante serão soltas e algum mortal, tão ladrão quanto os demais passará muitos anos na cadeia, será pego para Cristo como se costuma dizer.

    Esta Historia recente de nossa nação que ainda esta sendo escrita, não pode ser um teatro dos absurdos, que ninguém se importa, apenas a imprensa investiga e que todos comentam, fazem passeatas, protestos más são incapazes de insurgir contra esta barbárie que machuca profundamente do mais pobre até os mais abastados brasileiros.

    Enquanto os funcionários públicos e os políticos estiverem se servindo da nação, sendo parceiros dos corruptores nada mudará., pois a base da piramide social ficará tão grande que ninguém mais enxergará!

    Já disseram e até cantaram,que no congresso tinha 300 picaretas, e agora, outros tantos de achacadores!, estão zombando de nós! Estão subestimando nossa capacidade de suportar esses desmandos, esta conta está ficando muito alta e já se torna impagável.

    A conta maior virá para nossos filhos, nossos netos!

    O que vamos dizer a eles? Que sabíamos de tudo mais nada fizemos,! Fomos incapazes de reagir! Nada adiantaria reclamar! Um ladrão a mais um ladrão a menos não muda nada? Ou vamos dizer que é o sistema,!? Que são as falhas da Constituição!

    Parte de nossa qualidade de vida foi roubada. Não gosto de comentar sobre o meio ambiente, pois minha indignação fica mais inflada. Más poderia perguntar a Vossa Excelência se aqueles direitos coletivos, difusos que são alardeados para proteger as futuras gerações, quando o assunto é degradação ambiental…não se aplica à estes parasitas, cupins mercenários??

    Pois nunca soube que uma Nação desgovernada pudesse produzir tantos corruptos, que poderiam fazer parte de uma galeria gigantesca como a escória mais ilicitamente rica da América do sul., eles são tantos que não caberiam nem no maior do Estádios de futebol.

    Um dia ou outro nos enfurecemos diante de um pequeno evento e vamos parar num hospital, e não vai ser na Suíssa!

  3. Estimado Presidente, parabéns por mais estas palavras a nos lembrar que só o exemplo de punibilidade poderá converter a cultura de “Gerson”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s