Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Um papa ecológico

2 Comentários

As ameaças para a humanidade provindas do maltrato à natureza decorrem da insensatez da única espécie que se considera provida de razão. Até mesmo os mais céticos se convenceram de que as mutações climáticas afetarão profundamente a vida no Planeta. Todavia, predomina o discurso de exagerado antropocentrismo, como se o homem pudesse viver desvinculado de outras formas de vida e como se fosse exterior à natureza.

O Brasil experimentou significativo retrocesso em sua profissão de fé ecológica. Depois de um texto constitucional elogiado por todo o mundo civilizado, começou a marcha-a-ré em todos os sentidos, até mesmo principiológicos. Testemunho manifesto desse atraso a revogação do Código Florestal.

Mas a natureza não ficou órfã. Ainda há pouco, o Cardeal Peter Turkson ressaltou que cuidar da natureza é inseparável do cuidado com os pobres. Afirmou: “Compelidos pelas evidências científicas sobre mudança climática, somos chamados a cuidar da humanidade e respeitar a gramática da natureza como virtudes por seu próprio direito“.

Nascido em Gana, o Cardeal Turkson foi um dos “papáveis” quando da renúncia de Bento XVI e preparou um documento que se transformará em Encíclica de Francisco.

O Papa corajoso, que deixa perplexos os rançosos, que ainda não saíram das catacumbas e preferem um Deus Corregedor em lugar de um Deus-Mãe, reforçará o time dos ecologistas, considerados folclóricos por aqueles que só pensam em extrair do ambiente, de forma inclemente, aquilo que nunca devolvem a ela.

De forma direta como costuma se comunicar, Francisco já chegou a declarar: “Não sei se a atividade humana é a única causa, mas principalmente, em grande parte, é o homem que esbofeteou o rosto da natureza“. Retoma-se a tradição do Gênesis: o Jardim do Éden foi confiado ao homem para guardá-lo e conservá-lo. Francisco faz jus ao Poverello de Assis, santo ecologista, protetor de uma natureza que chamava de “irmã”.

Fonte: Diário de S. Paulo | Data: 30/04/2015
JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Foto: AP Photo/L'Osservatore Romano

Foto: AP Photo/L’Osservatore Romano

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

2 pensamentos sobre “Um papa ecológico

  1. Permita-me Vossa Excelência que eu , simples mortal e ignorante, e com todo o respeito ao Presidente do STJ e ao ao representante de mais de dois milhões e 500 mil cristãos: discorde.
    Nem Vossa Santidade Jorge Mario Bergoglio e nem o Vaticano são ecológicos.
    Será que o Papa ou o Vaticano consumem só o que precisam?
    São responsáveis; o Papa e o Vaticano por tudo que produzem?
    Eles reciclam e aproveitam e reaproveitam tudo?
    Eles recusam produtos e serviços que agridem o meio ambiente?
    Aquela historia de eliminar as emissões de carbono no Vaticano prosperou?
    Além de doar 100.000 Euros à conservação de Auschwitz, que eu não sou contra, o que foi doado ao meio ambiente? E mais recentemente além de orar para as vítimas do Nepal, o que mais foi feito?
    O Papa tem qualidades e virtudes inquestionáveis, é acima de tudo um Líder e um revolucionário, mas não e ecológico.
    A natureza agredida está dando sempre o outra face para a agressão, e o bicho homem é que não percebe que está ficando sem chão.
    Estou sempre em dúvida se nossas atitudes provocam a ira da natureza; tal insignificante que somos, frente ao universo e ao nosso Planeta, nossa casa, oikos como diziam os Gregos, merecem mais cuidados.

  2. Pingback: Um papa ecológico. | Blog da Biloka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s