Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Falta responsabilidade

4 Comentários

Já não pode ser ufanismo ingênuo, ou apenas “cara de pau”. O Brasil vai muito mal e parece que poucos se dão conta disso. Há quem acredite que este tsunami é “marolinha” e que o País sempre enfrentou crises e sempre conseguiu sair delas. Mas hoje não existe “uma” crise: existe um feixe de crises, uma coleção de crise, um punhado horripilante de crises.

Citem-se algumas: crise hídrica, crise energética, crise política, crise econômica, crise financeira, crise trabalhista, crise educacional, crise de confiança. A síntese de todas elas é a crise moral. Poucos têm confiança no governo ou em qualquer instituição estatal. Raríssimos os que acreditam em dias melhores.

Os números não mentem. Compare-se o Brasil e a China. Esta cresceu 7% no primeiro trimestre. E os chineses estão preocupados, porque no trimestre anterior foi 7,3% e no ano de 2014, cresceu 7,4%. Enquanto isso, o Brasil fala em retração, estagnação, recessão e PIB negativo! É de alarmar o mais tranquilo e fleugmático dentre os cidadãos.

Na publicação “Cadernos de Política Exterior” de número 1, o diplomata Francisco Mauro Brasil de Holanda menciona que em 1970, a economia brasileira representava 1,5% do PIB mundial e a China equivalia a 0,8%. Já em 2011, o Brasil chegava a 2,1% e a China superava 8,1%. Em relação ao comércio, nos anos 80 a participação do Brasil no cenário mundial era de 1,3% e empatava com a China. Hoje o Brasil continua na mesma e a China multiplicou por dez sua participação.

O quadro não é melhor na indústria. Em 1980, a produção de manufaturados do Brasil correspondia à soma de China, Malásia, Coreia do Sul e Tailândia. Hoje significa 7% desse conjunto. O relatório do Fórum Econômico Mundial divulgado dia 15 de abril aponta um Brasil no 84º lugar entre as 143 economias mais adiantadas na utilização da tecnologia da informação e comunicação. Enquanto a China está lá no alto, o Brasil perde do Chile, Barbados, Costa Rica, Panamá, Colômbia e México.

O fato de todas as crianças e jovens estarem com seu celular em ação não significa evolução. Ao contrário: perde-se muito tempo com mensagens fúteis, humor de baixa qualidade, pornografia e outras provas de baixíssima cultura e nenhuma erudição. Falta responsabilidade aos responsáveis pelo País!

JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

4 pensamentos sobre “Falta responsabilidade

  1. É muito difícil fazer um comentário quando se descobrem e divulgam a cada 24 horas um novo crime, novo golpe, nova fraude….e assim vamos sendo roubados em todas as estâncias dos Poderes.
    Será que só falta responsabilidade?
    Será que devemos sentir vergonha de dizer que somos Brasileiros?

  2. Tem autoridade que aumenta o vale alimentação para burlar a lei. Chega de hipocrisia por parte de todos: população, imprensa, legislativo, JUDICIARIO, etc.

  3. Ariovaldo, só se estiver cego, surdo ou alienado para não sentir esta vergonha. Percebe só agora?

    O Judiciário recebeu um aumento de 70% nos salários à toa?

    Me espanta a “inocência” dos meus compatriotas.

  4. O que falta é educação. Tenho experiência na área de educação escolar e catequética. Fui catequista por 19 anos na Catedral e sou autora de uma coleção de livros ( catequista e catequisando) para a formação nível 1ª Eucaristia, editada pela Ed. Vozes. dei aula no Colégio “Ave Maria” em Campinas. Dei aula em na zona rural, no Bairro do Breu depois de Jarinu (andava uma hora de ônibus e uma hora de charrete). Dei aula na Escola Paroquial “Francisco Telles. Dei aula em São Paulo: no Itaim/ São Miguel Paulista, depois fui para o Grajaú (Santo Amaro) e finalmente Na Estrada para Itapecerica, na estrada que vai para o Embu.
    FALTA EDUCAÇÃO. FALTA EDUCAÇÃO…… FALTA EDUCAÇÃO……
    É preciso começar educando melhor nossos professores. Ser professor não é ser um simples profissional…. Ser professor é lidar com o espírito, com o psiquismo, com o interior, com a alma do ser humano. Mais do que simplesmente ensinar a ler ou a escrever o professor molda a mente da criança que está pronta para receber a semente do saber. O professor invade a mente da criança e nela pode gravar o que há de melhor ou de pior do “saber” humano. Infelizmente, acompanhando os meios de comunicação, vejo a “anarquia” em que se atola a nossa educação…. o que fazer????????????????????????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s