Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

A natureza está gemendo

1 comentário

Peter Seligman, fundador da ONG Conservação Internacional, esteve recentemente no Brasil para lançar a campanha “A Natureza está falando”. Na verdade, deve ter ouvido os gemidos de um ambiente que continua a ser maltratado. Embora a tendência governamental diante das crises seja a resposta imediata e visível, a partir de grandes obras, não é isso o que cura o ambiente.

Ações emergenciais não sanam a fragilidade hídrica do Brasil. Por isso é que Seligman propõe a tarefa hercúlea de recuperar a produtividade das fontes de abastecimento de água. São Paulo envenenou seus grandes rios e sepultou seus milhares de córregos. Há centenas de veios d‘água, de várias dimensões, sob o asfalto sobre o qual correm os veículos. Uma cidade para carros, não para seres humanos.

A receita é singela. Reflorestamento. Palavra ofensiva para os “desenvolvimentistas”, que só enxergam o agronegócio como inimigo da natureza. É desalentador verificar a devastação de todo o Estado, que substituiu os “sítios”, os pequenos espaços autárquicos, onde as famílias sobreviviam com a produção agrícola e a criação própria, por enormes canaviais.

O “mar verde” seduziu os que acreditaram no etanol. Hoje, parece debilitado esse mercado. Onde se plantou cana só cresce braquiária. Terras abandonadas não são recuperadas e continua-se a devastar mais e mais. A Mata Atlântica praticamente desapareceu. E o Brasil comemora a “redução” do desmatamento…

Povos mais adiantados já acordaram. Em Nova Iorque, decidiu-se investir e proteger as florestas das montanhas Catskills. Foi uma opção muito menos dispendiosa do que implantar usinas de purificação de água. Economizaram bilhões ao priorizar a proteção das fontes. A verdadeira educação ambiental levaria a sério a produção de mudas e o seu plantio para regenerar o deserto.

O trabalho anônimo de alguns heróis ao coletar sementes, ao formar viveiros, ao refazer a mata ciliar. Mas isso é pouco para os interessados em projetos bilionários, que não atingem a raiz do problema – a nossa insensibilidade – e são meros paliativos que não impedirão a humanidade de sofrer, logo mais, muito mais.

JOSÉ RENATO NALINI é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para o biênio 2014/2015. E-mail: jrenatonalini@uol.com.br.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e Conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Um pensamento sobre “A natureza está gemendo

  1. Sustentabilidade utópica?
    Antagonismo desenvolvimentista?
    Desmatamento zero até 2030!
    Agronegócio vilão!
    Desertos verdes!
    Recuperação hídrica com paisagismo!
    A jusante e a montante o que acontece que impacta a produção de água?
    Por que se permite a descaracterização sem critérios de APPs?
    No lago Paranoá será cumprida a Lei?
    Nos confins da Amazônia, reina a Lei do mais forte, o poder corrompe a tudo e todos!
    O pesquisador Afonso Peche filho abrange com profundidade cientifica os temas ambientais. Leiam!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s