Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Somos irresponsáveis

Deixe um comentário

Ao escrever “Solar“, livro sobre o aquecimento global, o escritor inglês Ian McEwan nos faz pensar sob uma outra ótica. Não que os problemas do ambiente deixem de nos preocupar, ao menos àqueles que não perderam de todo sua sensibilidade. Está cada vez mais próximo o cataclismo. As ameaças que eram remotas hoje chegam sob inúmeras formas: inundações aqui, seca ali, furacões, clima louco e imprevisível. Tudo para o mundo insensato habitado por gente insana. Gente que nada faz para reverter esse quadro, cuja causa é a nossa inclemência em relação à natureza. Natureza da qual fazemos parte, mas nos comportamos como se fôssemos alheios e superiores a ela.

Ian tinha noção de que um livro sobre questões climáticas corria o risco de exercer um peso moral. Não queria apenas defender uma campanha. Fazer uma cruzada em favor da tutela ambiental. Por isso criou um personagem. O foco era atrair o leitor pelo humor. O personagem é um cientista, Michael Beard, que é uma espécie de retrato exagerado de cada um de nós. Ele consome demais, come muito, é insaciável, causa o caos ao redor. A ideia de escrever sobre o aquecimento global era antiga. Mas foi reacendida quando Ian fez uma viagem ao Ártico em 2005. Ele verificou que o grupo ambientalista que fazia esse tour para refletir sobre os problemas do planeta, não conseguiam sequer resolver seus problemas pessoais. Daí para a criação do personagem de “Solar” foi um passo.

Michael Beard tem um corpo comparável ao estado da Terra: “Ele não trata o corpo bem, mas toma decisões, assim como de tempos em tempos vemos grandes conferências com resoluções fortes sobre o que fazer“. Tudo fica no discurso e na retórica. Não salvamos as florestas, não limpamos os mares, não abandonamos o petróleo. Somos todos uns Michael Beard, protagonista de “Solar“. Temos noção do perigo, proclamamos a intenção de investir em práticas saudáveis, mas continuamos iguais. Lenientes, omissos, preguiçosos e mentirosos. Em relação à natureza, somos todos irresponsáveis.

Fonte: Diário de S. Paulo | Data: 04/02/2016
JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo. E-mail: imprensanalini@gmail.com.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s