Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Efeitos sociais da corrupção

Deixe um comentário

Muito além das consequências econômicas, nefastas para uma Nação com tamanhas dificuldades, há catastróficos efeitos sociais da corrupção. Os seguidos escândalos geram uma desconfiança no Estado e isso é letal para uma Democracia. Ainda não se chegou ao estágio em que o governo é desnecessário, tamanha a harmonia e racionalidade a presidir o convívio entre os homens. A corrupção afeta a confiança da população nas instituições. Todos os que estão vinculados a uma atuação estatal estão sob desconfiança. O processo político passa a ser contaminado. A política é o refúgio dos que têm senso ético complacente.

Os efeitos dessa erosão de credibilidade sobre a democracia são desastrosos. Pois democracia subentende o governo do povo, para o povo e pelo povo. Se o povo não acreditar nela, não há espaço para a Democracia. Um dos subprodutos dessa erosão de confiança é a polarização, a radicalização e a crescente hostilidade de parte a parte entre grupos com diferentes alinhamentos políticos. Não se pratica mais o diálogo. Ninguém quer ouvir. Todos só querem gritar, esbravejar, xingar, ofender, vilipendiar. Isso é muito ruim. Significa retrocesso na escala civilizatória e sintoma de convulsão social.

Para os otimistas, esse confronto significa engajamento político. Para os realistas, o cenário é preocupante. O ceticismo seria a postura predominante. Já para os pessimistas, a indignação difusa e a rebeldia sem causa não podem conduzir a porto seguro. Aqueles ainda providos de lucidez e de bom senso precisam se preocupar muito mais com tal cenário. A ninguém ajuda achar que “isso é coisa da política”. “Isso é coisa de sumo interesse de todos nós!”. Qual o amanhã que ambicionamos para nossos filhos, netos e demais descendentes? Qual o Brasil que estamos legando para eles? Ainda acredito na educação acima de todas as diferenças. Educação consistente, para ensinar convívio fraterno, a edificar a sociedade justa, equânime e solidária com que temos o direito de sonhar.

Fonte: Diário de S. Paulo | Data: 02/06/2016
JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo. E-mail: imprensanalini@gmail.com.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s