Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Vamos tomar a USP

1 comentário

No melhor e único sentido compatível com as finalidades da mais conceituada universidade pública do Brasil: fazer com que os alunos da rede pública tenham sucesso nos vestibulares. Melhorar a performance do ensino estatal na seleção dos universitários com acesso à mais qualificada formação, garantidora de êxito acadêmico e profissional reconhecidamente proficiente.

Para obter esse resultado, é preciso consciência e vontade. Consciência do próprio alunado, capaz de se empenhar num estudo concentrado nestes meses que ainda faltam para a seleção dos chamados a integrar o respeitado corpo discente da USP. Consciência do magistério, que confia no ensino público e cujo idealismo tem sido constantemente posto à prova, em fases bastante difíceis da carreira. O aprimoramento contínuo do aproveitamento, avaliado nas aferições recentes, evidencia que o professor tem feito sua parte. Agora é investir numa revisão intensa e no preparo psicológico dos angustiados protagonistas do teste que definirá o futuro de seus discípulos.

Vontade do aluno de vencer a barreira aparentemente inexpugnável. Provar que o ingrediente mais poderoso ainda é a firme deliberação de “chegar lá“. Só depende dele mesmo relembrar o conteúdo das disciplinas desenvolvido em aula. Treinar a memória, elaborar modelos de redação, assumir o protagonismo tão próprio à juventude, cuja crença em si mesma é provida de uma força milagrosa.

Vontade dos professores de alertar os alunos potencialmente aptos ao enfrentamento e trabalhar com eles, conferindo ainda maior atenção. Com estímulo carinhoso, pois todos sabemos qual a importância de uma voz convincente, proferida por alguém que conhece de verdade a condição do educando. O convívio diário com o jovem estudante confere ao mestre indiscutível autoridade para detectar as possibilidades de sucesso.

Há programas na rede web acessíveis aos que realmente quiserem passar nas provas do ENEM. É uma oportunidade que nem sempre esteve disponível e que habilita os futuros universitários a galgarem espaços e competências que só uma USP oferece. Vamos aceitar o desafio e multiplicar o número de uspianos egressos da rede pública paulista?

Fonte: Jornal de Jundiaí | Data: 02/06/2016
JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo. E-mail: imprensanalini@gmail.com.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Um pensamento sobre “Vamos tomar a USP

  1. Parabéns, Secretário. Belo texto e excelentes conselhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s