Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Não morra

3 Comentários

Esta é uma ordem insuscetível de ser cumprida. Todos vamos morrer. Sem exceção. Mas podemos ao menos adiar esse encontro com a indesejável. Cuidando de nós. Para começar, movimentando-se mais. Quem fica muito sentado não está adiando sua morte. Ao contrário: está auxiliando a ceifadeira.

Quem não se mexe tem 27% mais chance de morrer antes do tempo. Com uma hora diária de exercício, é viável reverter o prognóstico nefasto. Quantas vezes deixamos de usar a escada para subir apenas um andar? Por que nos locomovemos de carro quando podemos andar a pé? Quem já não percebeu o bom humor do ciclista?

Ficar sentado prejudica o sistema cardiovascular e ver televisão é pior ainda. Quem permanece à frente da TV por cinco horas diárias tem 44% mais riscos de morrer mais cedo do que deveria.

Isso porque ao ficar diante da TV, o telespectador se abastece de guloseimas nocivas, não se mexe, se empanturra e isso potencializa os males que nos fazem mal e ocasionam uma despedida antecipada desta aventura de existir. O mundo hoje padece de uma pandemia de inatividade física. Mais de 5 milhões de pessoas morrem no mundo por falta de exercício físico. Índice comparável ao uso do fumo e muito mais do que as mortes por aids, que atingiram 1,2 milhões em 2014.

Pesquisas recentes constataram que 23% dos adultos são inativos fisicamente e, o que é pior, 80% dos jovens. Estamos pensando em futuro próximo de obesidade e intensificação de doenças coronarianas, diabetes, hipertensão. Tudo a favorecer a amiga morte!

Não é só a questão da obesidade que está em jogo. Em cada dez casos de câncer de colo e de mama, um poderia ser evitado se o enfermo tivesse praticado exercícios físicos. Isso também vale para as doenças do coração, diabetes e até para a demência.

Como convencer quem está posto em sossego a assistir a sua série e a comer salgadinhos venenosos a abandonar o repouso e partir para a atividade corporal?

O exercício é remédio, mas é também algo prazeroso. Motiva aquele que o pratica. Dá uma sensação de bem estar. Faz ficar de bem com a vida. Restaura a autoestima. Livra a cabeça de pensamentos plúmbeos. Enfim, desligue essa TV e vá correr ou caminhar. Diga à morte que você não tem pressa..

Fonte: Jornal de Jundiaí | Data: 21/08/2016
JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo. E-mail: imprensanalini@gmail.com.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

3 pensamentos sobre “Não morra

  1. Digníssimo mestre, aqui não e o canal adequado, mas gostaria elogiar o Judiciário, pois soube na prática que as certidões cíveis agora são gratuitas..
    Como sempre esteve prevista na Constituição e sempre foi desrespeitada pelo Estado, agora se faz JUSTIÇA!
    Se foi por inciativa de Vossa gestão, receba os mais calorosos elogios e agradecimentos.
    ABRAÇO!

  2. Obrigado Secretário Dr. José Renato Nalini pelos conselhos e pelo exemplo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s