Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Transgênico é do bem?

Deixe um comentário

O brasileiro tem medo de transgênico, apurou uma pesquisa do Ibope Conecta. Transgênico é um organismo que recebe um gene originalmente presente em outro, geralmente por meio de biotecnologia. Isso muita gente sabe. Argumenta-se que os transgênicos são projetados para resistirem à praga, aumentando a produtividade e reduzindo custos. No Brasil, planta-se milho, soja e algodão transgênico.

Não se sabe ainda, ao menos com certeza, se eles fazem mal à saúde. É que tudo começou muito mal. A venda de sementes transgênicas se fazia simultaneamente à de um agrotóxico. Também se divulgou – e não se desmentiu – que a semente transgênica é estéril. A indústria de sementes ficaria com o monopólio. Certo ou não, os pequenos produtores de sementes desapareceram. Assim como aquelas plantinhas nativas que os antigos conheciam tão bem e que eram “milagrosas” para tantos males. Tudo ganhou escala, ganhou proporções e a biodiversidade foi sendo sufocada.

As pessoas entrevistadas para a pesquisa não sabiam que estavam a consumir DNA. Pois a inserção de um gene de um organismo em outro nada mais é do que a inserção de uma longa molécula de DNA, geradora de uma nova característica. E 75% delas se confessaram preocupadas. A explicação de quem ganha dinheiro com transgênico é o de que não há perigo para os seres humanos. Pois a maioria dos destinatários de milho, soja e algodão transgênico está na escala animal inferior: os grãos vão alimentar porcos, galinhas e gado. Mas não existe também o perigo de consumir carne desses viventes que nos alimentam, se eles agora são alimentados artificialmente? Galinha já não cisca no terreiro, porco já não come vegetais ou milho puro e as vacas só consomem ração transgênica?

À medida que a humanidade “brinca de Deus”, ela vai descobrindo que há consequências. O “aprendiz de feiticeiro” nem sempre domina integralmente a ciência e a técnica. A busca desenfreada do lucro pode causar nefastas consequências para o equilíbrio da natureza e para a subsistência humana sobre este sofrido planeta.

Quanta coisa já não se faz, sem conhecimento dos consumidores, cobaias inertes e impotentes diante do comando indiscutível e incontornável do senhor mercado?

Fonte: Jornal de Jundiaí | Data: 16/03/2017

JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo. E-mail: imprensanalini@gmail.com.

soy-beans-plant-11-1336136

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s