Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Ada Pellegrini Grinover

Deixe um comentário

A geração que estudou direito nas últimas décadas do século XX aprendia a identificar os ícones que sinalizavam a excelência de nossa produção doutrinária e jurisprudencial. Dentre eles se destacava a figura de ADA PELLEGRINI GRINOVER.

Pioneira, corajosa, audaciosa em suas teses revolucionárias. Aulas disputadíssimas na graduação e na pós-graduação. Imersa em todos os grupos que pretendiam redesenhar a Justiça brasileira. Atuante no alargamento da legitimidade para acessar o Judiciário, até então encurralado pelas lides interindividuais.

Fui seu aluno no Mestrado. Suas propostas eram instigantes. Logrei chamar sua atenção porque então, na 1ª Vara de Registros Públicos da Capital, aceitara a legitimação de interessados na obtenção de um provimento judicial de regularização fundiária. Ela considerou um passo importante para a futura admissão das ações coletivas e inseriu o caso num livro.

Desde então, passamos a conviver. Inúmeras vezes estive em sua casa para debater a elaboração de propostas legislativas, sobretudo no âmbito dos direitos difusos, das ações coletivas, de novos instrumentos processuais que enfrentassem o flagelo da judicialização e as leis ambientais.

Foi uma das integrantes de minha Banca no Mestrado. Criticou-me porque não havia conferido a devida atenção à Argentina, enquanto contemplara outras nações no tema recrutamento e preparo de magistrados. Mas me aprovou.

Convivemos fraternamente na Academia Paulista de Letras. Era uma voz quase sempre discordante. Ainda recentemente, lamentou que não fôssemos assertivos para recuperar confrades que se afastaram magoados com alguma política interna. Guardo com respeito o fato de ter escolhido uma obra que ela coordenou para o maior prêmio Jabuti de 2015. Obviamente, sem ela saber, pois integrar o Júri obrigava a um compromisso de confidencialidade.

A cada quinta-feira ela me recebia com um sorriso e um indefectível “Querido Renato”! Sei que vou sentir muito sua falta, até nos reencontrarmos no etéreo. Mas o seu lugar na História está garantido. Foi a mulher mais importante para o Direito Processual no Brasil e uma das maiores em todo o mundo.

Fonte: Jornal de Jundiaí| Data: 20/07/2017

JOSÉ RENATO NALINI é secretário da Educação do Estado de São Paulo

crédito imagem: OAB/PR

Sem título

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s