Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Atual Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. É o Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

SERIA TÃO BOM…

1 comentário

O Brasil vive uma fase interessante. Expectativas de mudança em muitas áreas. Há tanto a ser feito e é tamanha a decepção quando se verifica a mesmice das propostas, o titubeio e a pusilanimidade com que os detentores de poder enfrentam as questões inadiáveis.

Seria tão bom se pudéssemos repaginar a política. Acabar com a imensidão de partidos. Países civilizados se satisfazem com dois ou três. Aqui, multiplicamos por dez!

Acabar com o Fundo Partidário. Por que o povo tem de sustentar aqueles que escolheram a política como profissão? Se alguém de fato se interessar pela política partidária, o correto é que contribua para a manutenção de sua agremiação. Além de desonerar o povo, dará maior representatividade ao partido. Quem o sustenta, presume-se, tenderá a uma vida partidária mais atuante.

Também eliminar o horário gratuito de propaganda eleitoral. Primeiro, porque não é gratuito. É o povo que paga. Depois, porque já não interessa. Ninguém prestou atenção à TV, já que as redes sociais dominaram o ambiente pré-eleições. O resultado é que tanto no Executivo, como para a parcial renovação do Parlamento, obtiveram êxito aqueles que mais se serviram da comunicação virtual.

Outra boa providência seria a possibilidade de candidaturas autônomas, dispensável o apoio partidário. Quem não encontra eco nos programas maquiados dos partidos, que tão semelhantes são, uns aos outros, não tem chance de se oferecer para ocupar um cargo eletivo? Isso não é antidemocrático?

Também é hora de tornar o voto facultativo. Obrigar a pessoa a se manifestar é também algo autoritário. Vota quem quer. Quem realmente se convence de que é saudável participar da vida do município, do Estado e do País.

Seria saudável que se pudesse votar e manifestar a vontade em institutos que ainda não foram implementados, como o “recall”, através o uso de nossos mobiles. Um Brasil que tem 265 mobiles, entre smartphones, celulares, tablets e computadores, tem também condições de votar sem a mobilização dispendiosa e tão desgastante de uma logística superada.

A cada eleição, requisitam-se imóveis, obriga-se uma legião a trabalho forçado. Gasta-se com o transporte de urnas, com a refeição dos trabalhadores compulsórios, ocupa-se um contingente de milhões de pessoas. Quando é tão possível fazer chegar a sua vontade mediante um simples toque num dos nossos mobiles.

Seria tão bom que, nessa área e em tantas outras, houvesse vontade política suficientemente forte para trazer o Brasil ao século XXI. Ocorre que isso é um sonho, delírio utópico, sem prenúncios de se converter em realidade. Pior para o Brasil.

_ José Renato Nalini é Reitor da Uniregistral, docente universitário, autor de “Ética Geral e Profissional”, 13ª ed., RT-Thomson Reuters.  

Samsung

Autor: Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e Conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Um pensamento sobre “SERIA TÃO BOM…

  1. É impossível termos dezenas de projetos democráticos, com temos dezenas de siglas, isso só já sugere a sociedade qual é o real interesse desses que querem “nos representar”, são tão diferentes esses partidos? poderíamos além de tudo o exposto, revisarmos as instituições que são os partidos políticos, que nada sofrem mediante as inúmeras condenações que seus lideres sofrem na justiça.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s