Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Discurso de posse na Secretaria de Estado da Educação

8 Comentários

Deste tempo múltiplo, o que nascerá?1

Muito há de nascer, pois o solo é fértil e muitos semeadores têm trabalhado nele.

A educação representa a chave para a resolução de todos os problemas brasileiros. De todos, sem exceção.

Povo educado edifica a Nação, complexo de imanências e transcendências que reclama protagonismo. A exuberância de direitos da República obscureceu o capítulo dos deveres, das obrigações e da responsabilidade.

O poder constituinte, o único que tudo pode em nome do povo, do qual emana a integralidade do poder e da soberania, declarou a educação direito de todos2. Processo contínuo, sem termo definitivo. Até o último dia de existência temos o que aprender. É um repto a todos nós: somos, a um tempo, educadores e aprendizes. Ao aprender, ensinamos. Ao ensinar, aprendemos.

Mas esse direito de todos é dever do Estado e da família. Dever solidário. Não é o governo o único responsável pela missão educativa. A educação será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade3. Todos somos responsáveis pela educação no Brasil.

O Poder Público faz sua parte. Mantém uma estrutura gigantesca, dispõe do trabalho heroico de professores e pessoal que compõe a imensa administração dessa máquina de cidadania. Porém é imprescindível se intensifique a participação da família e da sociedade.

A conclamação de todos para o aperfeiçoamento do sistema é fundamental para que São Paulo possa oferecer resultados ainda melhores do que os já obtidos, mercê do empenho de tantos.

O Plano Estadual de Educação é bem elaborado e ambicioso. Oferece diretrizes suficientes para que a vontade do povo, traduzida no pacto federativo, tenha integral atendimento. O pleno desenvolvimento da pessoa contempla o compromisso de se investir em suas competências, habilidades, aptidões. A criatividade é um valor que requer urgente reconhecimento na escola pública e as avaliações tradicionais, como o Pisa, já se submetem a redesenho para aferir habilidades não cognitivas. A juventude é ávida e sequiosa de participar ativamente desse processo.

O Governo GERALDO ALCKMIN, pioneiro no e-governo, com performance ótima em tantos setores, dispõe de todas as condições para propiciar ao alunado já com expertise e vivência nas comunidades virtuais, o acesso às tecnologias que em todo o mundo ensinam a partilha. Auxiliam primeiro a comunidade mais próxima. Em seguida, são multiplicadoras que inspiram sua geração a transformar o mundo.

Garantir o acesso à informação e seu debate, favorecer o exercício da democracia interna, respeitar o sonho da juventude é prepará-lo ao adequado exercício da cidadania4.

O Brasil precisa de profissionais bem formados e aptos ao desempenho de novas modalidades laborais e a escola pública é o espaço predestinado a qualificar o jovem para o trabalho5. Trabalho que, além da essencial dignidade, satisfaça as aspirações de uma geração que não nasceu para a burocracia, para as tarefas repetitivas e desprovidas de sedução.

A Constituição oferece amplas perspectivas para a missão apaixonante de educar. A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo tem uma trajetória eloquente de protagonismo reconhecido em todo o Brasil. Tradição que será respeitada e preservada. Com incremento do diálogo. Servidor da Justiça, já introjetei em meu íntimo a observância do contraditório. Ouvirei a todos, com a humildade que é filha da verdade.

Agradeço o trabalho de quantos por ali passaram, a começar pelo Secretário Herman Voorwald, a Secretária interina Professora Cleyde Bauab Eid Buchichyo e sua valorosa equipe. Sou reconhecido a quantos ali continuam e continuarão, conclamando-os a perseverarem na missão.

Como cidadão que reverencia o educador acima de todas as demais ocupações, agradeço ao Governador GERALDO ALCKMIN a oportunidade que me concede para continuar a oferecer ao meu Estado e à minha gente a minha disposição, o meu tempo integral, a minha devoção à causa pública e a certeza de que São Paulo persistirá na vocação bandeirante de realizar o melhor, mercê da força de seu povo. Preciso de todos. A educação clama pelo interesse legítimo de todos. Ninguém está excluído de colaborar. É um direito cidadão, mas é muito mais um dever cívico, patriótico e mesmo heroico.

Deste tempo múltiplo, complexo e desafiador, boas coisas continuarão a nascer. Para isso contamos, acima de tudo, com a presença do Criador. “Onde Deus mora? Mora onde o fazemos entrar6. Anima-me a certeza de que ele encontrou morada no coração de todos nós. Que continue a nos iluminar e a nos conduzir a todos.

1 Orides Fontela, 1940-1998, poeta paulista.

2 Artigo 205, caput, da Constituição da República.

3 Idem, ibidem.

4 Segundo objetivo da educação brasileira, de acordo com o artigo 205 da CF.

5 Terceiro objetivo da educação brasileira, de acordo com o artigo 205 da CF.

6 Martin Buber, 1878-1965, filósofo israelense.

Anúncios

Autor: Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

8 pensamentos sobre “Discurso de posse na Secretaria de Estado da Educação

  1. Discurso forte, comprometedor e concordo com uma gestão participativa na qual a família exerce também deveres com a educação, gostei da frase em que a humildade de uma criança define um ponto de vista essencial à essa etapa, tecnologia e investimentos farão de seu trabalho o diferencial! Bem vindo!

  2. Renato , Parabens. Mais um grande desafio que com capacidade,humildade, e lealdade voce vencerá. Que Deus o ilumine . Orozimbo e Alair

  3. Como ex-militante do movimento estudantil e de educação, fico feliz com essa boa nova, pois com sua sensibilidade sinto que a educação paulista tem muito a ganhar. Mas também lamento, pois te conheci por conta da decisão corajosa sobre a liberação da pílula anti-câncer… Vim aqui na ocasião e emocionada desejei todas as bênção do mundo pra ti….
    Nesse misto de alegria e tristeza, sinto em meu coração, que Deus está te colocando em uma missão das mais importantes: administrar a potencialidade humana, que só na educação podemos atingir plenamente.
    Acredito pela primeira vêz e muuuuuuitos anos que nossa educação está confiada nas mãos de alguém capaz de enfrentar lobbys, interesses privados e até políticos, abrir diálogo com os representantes da educação e com a comunidade diretamente, por tudo que trouxe até aqui, sob a luz da justiça.
    Que Deus te abençoe irmão e que me permita conhecê-lo pessoalmente ainda nessa vida.
    Um abraço

  4. Desde já alinhamo-nos com a essência da sua convocação! Sua vocação e disposição incansável para o diálogo, sem dúvida aliadas à têmpera do determinismo do espírito bandeirante que lhe inspira as palavras, orientará as ações e moldará os predicados da gestão exitosa que se delineia. Congratulações.

  5. “CARTA DE UM APRENDIZ COM OS OLHOS VENDADOS”

    Ilustre Secretário, neste discurso brilhante, de um jovem que tem um ideal de mudar a educação do qual vivencia, que este brilho em teus olhos, não se desgaste com o tempo da pressão política.

    Que sua garra, coragem e determinação, ao mesmo tempo do inconformismo que sempre lhe foi peculiar, perdure durante toda sua gestão, “expert” que é, como administrador e gestor público.

    Que números não sirvam para mascarar um castelo de vidro, assim como foi feito na gigante estatal Petrobrás.

    Que seus sonhos para a Educação Bandeirante se concretizem, com a União de toda a Sociedade Paulista, assim como ocorreu na T.J/ SP durante suas 2 (duas) gestões à Presidência daquela Corte.

    Uma Estatal só não funciona, por um único e exclusivo motivo: Pessoas incompetentes sem prática em Gestão Pública, em Cargos Importantes;

    Corrupção e Excesso de Burocracia;

    Superfaturamento com intuito de fazer caixa 2 (dois) para partidos políticos.

    Fatores estes que encerram qualquer sonho que um homem de coragem e capacidade técnica, um dia idealizou.

    Se estes fatores basilares forem combatidos com afinco, a tendência é reduzir o fator que um Gestor Público muitas vezes se vê rodeado – “o imprevisível, os acontecimentos inesperados”.

    Não existe fator sorte, existe sim, omissão de quem por lei teria o dever de agir. Não adianta a escola ensinar, e entre quatro paredes, a família deseducar. É um círculo vicioso que gira e não sai do lugar.

    Para que a Educação de Base, no meu restrito e pouco conhecimento, tenha sucesso, é necessário um trabalho conjunto com pais. Afinal, ditados populares dizem que pais devem dar o exemplo.

    De nada adianta, a criança sair do colégio, o pai “arrebentar” a mãe dentro do lar. A mãe descontar a violência sofrida em cima dos filhos, e os filhos crescerem pessoas violentas. É uma prática, um círculo vicioso que beira ao infinito.

    O que a criança aprende no colégio, desaprende em lares desajustados pela droga e pelo álcool. Adultos se destroem e se matam diuturnamente em suas residências por motivos egoísticos. A Escola não faz o milagre sozinha.

    Se Militares que usaram da repressão na época da Ditadura, fez de colégios públicos melhores do que colégios particulares, não sei dizer.

    Não vivi nesta época e desconfio de historiadores. O que sei, é que estamos num período pós Ditadura, e a geração que foi reprimida pelos Militares, é esta Geração que vemos hoje. Em cargos políticos de grande influência e cercados pela nefasta corrupção federal apartidária, diga-se de passagem.

    Me vem à mente, se realmente espancar e matar é preciso para se educar?! Os fatos do passado, mostram que não.

    Resta agora a observação de como será a próxima geração, que não vivenciou o período de Ditadura.

    Será que esta geração que não foi criada na base do Militarismo, será capaz de tornar novamente o colégio público, melhor do que colégios particulares?! Só o tempo dirá.

    Meus votos Excelência de sucesso para sua gestão, e que esteja cercado por profissionais capacitados em todos os cargos de confiança e concursados ao seu redor.

    Capacitados para a função no qual exerçam, sem que referidos cargos sejam para preencher favores políticos.

    É assim que uma Estatal quebra. Quando se deixa o objetivo real de lado (foco na educação), para correr atrás de objetivos políticos partidários.

    Que assim seja!

  6. parabenizando e torcendo por um ótimo trabalho, aliás como sempre em etapas anteriores

  7. Ilmo. Sr.

    Caiu nas suas mãos a chance de o Brasil fazer uma grande revolução na educação começando por São Paulo. A repercussão dos vários movimentos de ocupação das escolas geraram debates nas redes sociais e atingiram inesperada dimensão nacional. Muitas discussões foram surgindo, muitas vezes porém com o inevitável viés político-partidário.

    Entretanto, é hora de desarmar os espíritos em nome de uma causa nobre, a educação. Acredito que o sr. tem o dom do diálogo e a capacidade de julgar com equilíbrio, dada a larga experiência forense.

    Convide os alunos, pais, a oposição e a imprensa para juntos fazermos a revolução educacional que o Brasil anseia.

    Parabéns pela nomeação.

    Saudações

  8. Caro sr.

    Caiu nas suas mãos a chance de ouro do Brasil fazer uma grande reforma na Educação liderada por São Paulo

    A inesperada repercussão nacional da ocupação das escolas paulistas fez surgirem acalorados debates nas redes sociais sobre uma ampla reforma no ensino, desejo da maioria da população.

    Convide alunos, professores, pais, educadores, a oposição e a mídia para uma discussão profunda sobre a qualidade do ensino nas escolas públicas. O sr. tem experiência e equilíbrio para conduzir o processo.

    parabéns pela nomeação

    saudações

    Caiu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s